1 ano de Leica

Hoje comemoramos a nossa vida com a Leica e também queremos partilhar isso convosco.

Na passada sexta-feira, dia 20 de Outubro, fez um ano que a Leica veio para os nossos braços.
E que ano incrível!

Nunca pensei que ela fosse mudar tanto as nossas vidas e mudar para bem melhor.
Ter um cão é uma responsabilidade enorme mas tão gratificante. A Leica é uma extensão de nós, é parte da nossa família e onde nós vamos, queremos que ela venha também (apesar de ser ainda muito, mas muito difícil).

Há muito boa gente que não gosta de ouvir “ter um cão, é como ter um filho”. Não é bem, mas tem alguns pontos em comum. Somos responsáveis por ele, temos que lhes oferecer as melhores condições de vida possível e temos que educá-lo. E educar um puppy consegue ser mais difícil que uma criança!

Os nossos dias passaram a ter mais movimento. Se há coisa que ela nos obrigou foi a sair do sofá e ir aproveitar o tempo lá fora. Os passeios da Leica têm que ser compridos e se ela tem uma actividade favorita talvez seja correr atrás de uma bola de ténis até ficar exausta. Todas as asneiras transformam-se em risos, porque ninguém consegue resistir a uns olhos destes a brilhar.

Se vocês aí desse lado têm um quatro patas, sabem perfeitamente do que estou a falar. O dia começa sempre mais bonito – a Leica é a maior dorminhoca e preguiçosa de nós os três. É a última a sair da cama e o passeio da manhã é quase em modo birra. Alegra os meus dias de trabalho sempre que venho almoçar a casa e me enche de beijos. E, no final do dia, quando estamos os três é que a casa fica preenchida e ela está tão feliz que não pára de correr e brincar até nós termos pilhas e depois disso vem pedir colo para o sofá. É um autêntico bebé de quatro patas de quem eu morro de saudades sempre que não estou por perto. Ela sabe quando estamos mais tristes e dá-nos mimos.

Dá-nos amor eterno e incondicional, todos os dias.

A Leica veio preencher as nossas vidas e dar-lhe ainda mais piada. Há ainda mais aventuras com ela. Consegue sempre fazer algo que nos deixa completamente de queixo caído e a fazer perguntas, como “mas ela percebeu-nos?”, “ela entendeu o que eu pedi?” ou “como é que ela conseguiu fazer isto!?”.

A partilha de hoje serve para comemorar a Leica. Somos muito agradecidos por ter esta pequena connosco e nós já não somos capazes de ser, sem ela.
Ela é a alma da nossa casa.

 

E depois disto, vão dar amassos aos vossos patudos.

Até já,
Joana & Leone